Siga-nos

Tecnologia

558

Tempo estimado para a leitura: 2minuto(s) e 37segundo(s).

Google retira YouTube de dispositivos da Amazon e intensifica disputa com rival

Google tomou a decisão como represália, já que Amazon não oferece alguns de seus aparelhos na loja online.

estilo.online Redação

Publicado

em

Uma rara disputa pública na indústria de tecnologia se ampliou nesta semana, com o Google dizendo que bloqueará o YouTube em dois dispositivos da Amazon e criticando a varejista online por não vender hardware do Google.

A briga é a mais recente no Vale do Silício para colocar os consumidores no fogo cruzado de grandes concorrentes. Google, que é controlado pela Alphabet, e Amazon competem em muitas áreas, da computação na nuvem até a busca online, além da venda de dispositivos controlados por voz como Google Home e Amazon Echo Show.

As apostas são altas: muitos no setor de tecnologia esperam que a interação com computadores através da voz se disseminará e não ficou claro se Amazon, Google ou outra empresa dominará o espaço.

Os dispositivos controlados por voz da Amazon têm sido mais vendidos que os do Google até agora, de acordo com estudo da empresa de pesquisas eMarketer realizado este ano.

Em comunicado na terça-feira, o Google informou: “a Amazon não tem produtos do Google como o Chromecast e Google Home, não deixa seu serviço Prime Video disponível para clientes do Google Cast e mês passado parou de vender alguns dos mais recentes produtos da Nest (nossa companhia irmã)”.

“Dada a falta de reciprocidade, não daremos mais suporte ao YouTube – nos dispositivos Echo Show e Fire TV”, disse o Google. “Esperamos chegar a um acordo para resolver as questões em breve”, acrescentou.

A Amazon, por sua vez, informou em comunicado que o “Google está criando um precedente decepcionante ao bloquear o acesso dos clientes a um site aberto”.

0
0
Clique para comentar
Publicidade

Tecnologia

WhatsApp pode vir a banir menores de 16 anos

A idade mínima descrita nos termos de serviço do aplicativo de mensagens poderá ser aplicado com a ‘fusão’ com o Facebook e Instagram

estilo.online Redação

Publicado

em

O WhatsApp pode vir a banir os usuários que sejam menores de 16 anos, idade mínima descrita nos termos de serviço do app de mensagens em território europeu depois da entrada do Regulamento Geral de Proteção de Dados.

A idade mínima em questão apenas está vigente na Europa, sendo que nos restantes territórios a idade limite está nos 13 anos. No entanto, apenas serão banidos os usuários que a empresa consiga comprovar estarem abaixo da idade mínima definida, algo que pode ser fácil depois da ‘fusão’ do WhatsApp com o Facebook e o Instagram.

Segundo a PhonesWiki, a empresa tecnológica de Mark Zuckerberg revelou recentemente que pretende permitir unificar os serviços de mensagens do Facebook, do WhatsApp e do Instagram. Desta forma, poderá ser mais fácil verificar as idades dos utilizadores do WhatsApp.

Vale destacar que apesar da medida ter como base as leis na Europa, será muito provável que em seguida será adotada no restante do mundo.

0
0
Continuar lendo

Espaço

Musk volta a defender teoria de lançar bombas nucleares em Marte

A ideia é impulsionar a quantidade de dióxido de carbono com as explosões resultantes

estilo.online Redação

Publicado

em

Elon Musk voltou a defender na sua página de Twitter a teoria de lançar bombas nucleares em Marte para tornar o ‘Planeta Vermelho’ habitável.

“Nuke Mars!”, publicou o empresário que, apesar de ser muito sucinto, é também extremamente claro quanto à posição do CEO da Tesla e da SpaceX. Segundo o BGR, a ideia é que as explosões resultantes destas bombas nucleares ajudaria a impulsionar a quantidade de dióxido de carbono na atmosfera de Marte.

Apesar desta ideia defendida por Elon Musk, agências espaciais como a NASA não acreditam que esta seja a melhor prática para vir a tornar Marte um planeta mais habitável, apontando que serviria para um aumento marginal e pouco significativo na quantidade de dióxido de carbono.

0
0
Continuar lendo

Espaço

VÍDEO gravado por sonda espacial exibe cometa sendo ‘devorado’ pelo Sol

O cometa mostrado no vídeo atingiu o Sol mesmo no centro, acabando por se evaporar completamente devido às temperaturas extremas da estrela.

estilo.online Redação

Publicado

em

Cometas desta classe passam muito perto da superfície do Sol e são frequentemente destruídos.

Na quinta-feira (15), o telescópio espacial da sonda SOHO gravou o vídeo impressionante de um cometa mergulhando diretamente no Sol.

Na gravação se pode observar inúmeros corpos celestes, incluindo uma Vênus brilhante localizada muito perto do Sol (a imagem do Sol foi tapada com um disco opaco para aumentar a visibilidade) e um cometa rasante Kreutz, ou Kreutz sungrazer, mergulhando quase diretamente no centro do Sol.

Os cometas Kreutz são uma família de cometas rasantes que têm suas orbitas extremamente próximas do Sol.

Este não é o primeiro evento deste tipo gravado neste verão pela sonda SOHO. Em 20 de junho, o observatório detectou dois cometas – um Kreutz sungrazer e um Meyer sunskirter – se aproximando do Sol.

0
0
Continuar lendo
Publicidade
1USD
United States Dollar. USA
=
106,57
JPY +0,08%
4,07
BRL 0,00%
1EUR
Euro. European Union
=
117,96
JPY –0,05%
4,50
BRL –0,14%
1BTC
Bitcoin. Crypto-currency
=
1.082.613,57
JPY +0,47%
41.342,46
BRL +0,38%

Tokyo
28°
Mostly Cloudy
FriSatSun
29/24°C
30/23°C
29/23°C

São Paulo
13°
Cloudy
ThuFriSat
min 13°C
19/13°C
19/13°C

Arquivos

Facebook

Publicidade

Mais vistas da semana