Siga-nos

Você viu?

62

Tempo estimado para a leitura: 2minuto(s) e 7segundo(s).

Jesus foi ficção criada por romanos para sufocar resistência judaica, afirma teólogo

O autodenominado estudioso americano da Bíblia Joseph Atwill disse que Jesus Cristo foi criado pelos romanos para travar uma “guerra psicológica” depois que os meios convencionais se mostraram ineficazes.

estilo.online Redação

Publicado

em

O teólogo nega o consenso acadêmico dominante relativamente a Jesus Cristo, sugerindo que sua biografia foi construída e que o Cristianismo emergiu como uma conspiração romana para sufocar a resistência judaica.

“As seitas judaicas na Palestina na época, que esperavam por um messias guerreiro, eram uma fonte constante de insurreição violenta durante o primeiro século”, disse Atwill, que escreveu um livro controverso intitulado “O Messias de César”, argumentando que os evangelhos do Novo Testamento foram escritos como propaganda de guerra por estudiosos romanos do primeiro século.

Revoltas do povo judeu

Na opinião do conspiracionista, o objetivo era conceber uma seita judaica pacífica em uma tentativa de equilibrar o forte sentimento pró-independência na província romana da Judeia, onde houve uma série de revoltas do povo judeu contra Roma, escreveu Kodkey.

“Quando os romanos esgotaram os meios convencionais de sufocar a rebelião, eles mudaram para a guerra psicológica. Pensaram que a maneira de parar a propagação da atividade judaica era criar um sistema de crenças competitivo”, diz o teórico.

Atwill explica que foi nesse momento que “a história pacífica do Messias foi inventada”, que encorajaria os judeus a pararem com as rebeliões e a pagarem os impostos a Roma.

Personagem fictício

O estudioso alega que os romanos criaram a história de Jesus Cristo (classificado por ele como “personagem fictício na literatura”), algum tempo depois da revolta judaica de 66-73 d.C., a primeira de três grandes rebeliões.

“Comecei a perceber uma sequência de paralelos entre os dois textos”, conta Atwill, referindo-se ao livro “As Guerras dos Judeus”, do historiador Flávio Josefo, e a biografia do imperador Tito Flávio Vespasiano, que destruiu Jerusalém e o Segundo Templo.

“O que parece ter iludido muitos estudiosos é que a sequência de eventos e locais do ministério de Jesus é mais ou menos a mesma que a sequência de eventos e locais da campanha militar de Tito Flávio como descrita por Josefo. Esta é uma evidência clara de um padrão deliberadamente construído”, disse ele, acrescentando que a biografia de Jesus foi construída “de ponta a ponta, com base em histórias anteriores, mas especialmente com base na biografia do imperador romano”.

Atwill continuou descrevendo o Cristianismo como uma “forma insidiosa de controle da mente que levou à aceitação cega da servidão, da pobreza e da guerra ao longo da história”.

“Até hoje, especialmente nos Estados Unidos, ela é usada para criar apoio para a guerra no Oriente Médio”, disse ele.

O escritor ressalta que sua intenção é aumentar a conscientização ao dizer “a verdade sobre nosso passado” para que se possa entender “como e por que razão os governos criam falsas histórias e falsos deuses”.

0
0
Clique para comentar
Publicidade

Você viu?

Agente de trânsito orienta motorista surdo em Libras e emociona: vídeo

estilo.online Redação

Publicado

em

O respeito de uma agente de trânsito do Paraná com um motorista surdo está emocionando internautas de todo o país.

Durante uma blitz educativa de volta às aulas, Cláudia Claudiano Moreira, de 38 anos, orientou o motorista deficiente auditivo em Libras, a Língua Brasileira de Sinais.

O vídeo, divulgado pela Prefeitura de Curitiba, foi gravado por uma amiga de trabalho de Cláudia na semana passada. (vídeo abaixo)

“Surgiu a oportunidade nesta blitz educativa que estávamos fazendo. Como a equipe sabia que eu tinha conhecimento em Libras, me chamaram para conversar com o motorista”, explicou ao BandaB.

Claudia faz o curso de Libras há dois anos, na Universidade Federal do Paraná (UFPR), e desde então ela pratica tudo o que aprende.

“Vejo isso como uma inclusão, na questão de alcançar todas as pessoas do trânsito. Quando conheci a cultura surda, me despertou um amor e uma outra visão”, disse.

Ela defendeu que as pessoas aprendam a língua.

“Percebi que a comunicação com os surdos é falha. Eles não são coitados e sempre estão disponíveis para se comunicarem. A falta é de quem não entende Libras”, declarou.

A agente trabalha há quatro anos na Escola Pública de Trânsito de Curitiba (EPTran).

A equipe vai a escolas e empresas para fazer blitz educativas e levar a sensibilização de uma educação diferente no trânsito.

Assista ao vídeo:

0
0
Continuar lendo

Você viu?

Desempregado compra apartamento e kombi vendendo coco

estilo.online Redação

Publicado

em

Um brasileiro que ficou desempregado e foi vender coco para sustentar a família já conseguiu comprar um apartamento e uma kombi com a barraquinha que montou em Bonsucesso, no Rio de Janeiro.

O vendedor Jorge Anísio, de 47 anos, perdeu o emprego em 2009 e em vez de desanimar, ele arriscou: montou o negócio para vender água de coco.

A barraquinha, em um dos locais mais movimentados da cidade, chega a vender no verão mais de 250 cocos por dia.

‘Já estou há quase 10 anos por aqui, eu nem imaginava que o coco iria virar meu sustento, mas foi com ele que comprei meu apartamento, minha Kombi e levo o sustento da minha familia’, contou ele ao VozDaComunidade.

E ele trabalha duro! Jorge começa a jornada de trabalho de madrugada.

‘Eu acordo todos os dias as 2h da manhã, vou até a Cadeg buscar o coco, deixo a Kombi com o coco aqui na praça, vou pra casa descansar um pouco e a partir das 7h já estou aqui para atender o povo. E, olha, quem vem aqui e toma minha água de coco, sempre volta’.

Ele conta que tem uma lixeira especial para que nenhum cliente jogue lixo no chão.

Jorge vende água de coco desde o copo de 100ml até garrafas de 1L, com os preços que vão de R$3,00 até R$12,00.

Ele aceita até cartões de crédito e débito para facilitar a vida do cliente.

Além do trabalho, o segredo dele é o sorriso aberto que conquista os clientes.

Futuro

O empreendedor pensa agora em expandir seu negócio.

Ele pretende colocar mais algumas barraquinhas de água de coco pela Zona Norte.

“Eu e minha esposa, estamos vendo pessoas responsáveis que venham somar com a gente nisso, porque quero continuar levando água de coco de qualidade por ai. E sempre falo a gente não pode ter medo de tentar, de começar e eu quero seguir com minha água de coco’, concluiu.


Jorge e um dos clientes – Foto: Vilma Ribeiro/Voz das Comunidades

1
0
Continuar lendo

Você viu?

Norte-americano escapa da morte após ser atingido por raio (VÍDEO)

Um residente do estado norte-americano da Carolina do Sul, Romulus McNeil, foi atingido por um raio, mas conseguiu sobreviver.

estilo.online Redação

Publicado

em

O acidente foi flagrado pela câmera exterior instalada em um edifício. O raio atingiu o guarda-chuva de McNeil quando ele se dirigia para seu carro, informou o portal WCOCTV.TV.

“Eu vi a luz, tentei escapar como o Roadrunner. Não quero que isso aconteça com mais ninguém. Foi uma loucura”, disse Romulus citado pelo portal.

O raio acertou o guarda-chuva do homem, de maneira que ele quase caiu. Entretanto, ele disse que sentiu um grande susto, mas conseguiu sair ileso.

0
0
Continuar lendo
Publicidade
1USD
United States Dollar. USA
=
106,57
JPY 0,00%
4,07
BRL 0,00%
1EUR
Euro. European Union
=
118,09
JPY 0,00%
4,52
BRL 0,00%
1BTC
Bitcoin. Crypto-currency
=
1.165.243,71
JPY 0,00%
44.554,30
BRL 0,00%

Tokyo
28°
Mostly Cloudy
TueWedThu
31/24°C
29/24°C
32/26°C

São Paulo
14°
Cloudy
MonTueWed
min 14°C
16/14°C
19/13°C

Arquivos

Facebook

Publicidade

Mais vistas da semana